Blog

O que fazer em Buenos Aires – Avenida de Mayo

O albergue 06 Central Hostel te convida a conhecer nossa Cidade de Buenos Aires. Se você está procurando um albergue próximo à Avenida de Mayo, nós somos a melhor escolha!

mapa-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

A Avenida de Mayo (em Português: Avenida de Maio), localizada no bairro porteño de Monserrat, foi o primeiro Boulevard que teve a cidade de Buenos Aires (Argentina) e foi a colona vertebral do centro histórico e cívico en aquela cidade. Foi a primeira avenida da Argentina e da América do Sul.

HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

A Avenida de Mayo começa na Rua Bolivar. Conecta a histórica Praça de Maio com a Praça do Congresso em um trecho de 1 km.

Inaugurou-se em 1894 para servir como pulmão para os moradores que se concentravam no setor central da cidade de Buenos Aires e para que além, fosse o cartão postal da cidade para o mundo.

1. Sede del Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires

Avenida de Mayo 525

Este prédio, construído entre 1891 e 1902, foi uma realização do italiano Giovanni Cagnoni. O estilo da Sede de Gobierno de Buenos Aires corresponde ao academismo francês, com alguns elementos da vertente italiana. No interior da Sede se pode ver dos importantes quadros: “Preparativos de Salida” e “A fundação de Buenos Aires”; o primeiro deles do artista Benito Quinquela e o segundo do José Moreno Carbonero.

2. Casa da Cultura de Buenos Aires (Ex-prédio do Jornal “La Prensa”)

Avenida de Mayo 575

Este prédio possui estilo francês e foi inaugurado no ano 1896 e projetado pelos engenheiros Gainza e Agote. No primeiro andar se encontra o inconfundível Salão Dourado, uma cópia idêntica do salão do Palácio de Versalles na França. O jornal “La Prensa” teve a sua sede principal onde hoje se acha a Casa da Cultura de Buenos Aires. No mesmo prédio se pode ver uma estátua de bronze que segura uma tocha e uma folha escrita, como símbolo da liberdade de imprensa.

Na atualidade se podem encontrar muitas atividades culturais de graça organizadas pelo Governo da Cidade de Buenos Aires.

3. O Cabildo

Avenida de Mayo e Bolívar

O Cabildo era a sede do governo de Buenos Aires na época da colônia. Os membros do Cabildo se reuniam aqui todas as semanas para debater os assuntos públicos e políticos.

O arquiteto italiano Giovanni Bianchi foi quem realizou a obra. O prédio foi inaugurado no ano 1740 e passou por muitas transformações arquitetônicas através do tempo. Nos seus salões se organizou a Revolução de Maio (uma parte muito importante da história Argentina para conseguir a independência da Espanha). Aqui foi escolhida a Primeira Junta do Governo em 1810.

cabildo-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

No interior do Cabildo funciona o Museu do Cabildo e da Revolução de Maio, a Comissão Nacional de Monumentos, Passeios e Museus históricos e até uma féria de artesanato.

4. Pasaje Roverano

Avenida de Mayo 506

Este “pasaje” que leva o nome do seu proprietário foi construído em 1878, mas teve que ser reformado quando se alargou a Avenida de Mayo. Os materiais e a mão-de-obra foram os melhores da época, como se pode ver nos vitrais, vitrinas curvas e detalhes arquitetônicos. O Pasaje Roverano une a Avenida de Mayo com a Hipólito Irigoyen.

5. Estação Perú do metrô

Avenida de Mayo 500

estacionperumetrosubte-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

A linha “A” do metrô de Buenos Aires foi inaugurada em 1913 e foi a primeira de Buenos Aires e da América do Sul. A estação do metrô Peru ainda mantém a arquitetura da época.

6. Confitería London City

Avenida de Mayo 599

A confiteria London se inaugurou em 1954 e daí para frente que numerosos políticos, artistas e grandes personagens visitaram o lugar. Nas suas mesas o famoso escritor argentino Julio Cortazar escreveu no seu livro “Los Premios”, na sua primeira página “Era en el London de Perú y Avenida”.

7. Palácio Urquiza Anchorena

Avenida de Mayo 747

Uma pequena rua que sai deste prédio e conecta a Avenida de Mayo com a Avenida Rivadavia. Foi construído pelo engenheiro Sanguinetti em 1921.

palaciourquiza-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

8. Palácio Vera

Avenida de Mayo 767-777

Prédio no estilo “art noveau”, onde predominam as linhas curvas, foi construído em 1910 por Prins e Ranzenhofler (arquitetos) por pedido da família Diaz Velez. Na atualidade, funcionam no Palácio Vera duas librarias que se especializam em livros raros ou primeiras edições.

9. Café Tortoni

Avenida de Mayo 825

Foi um imigrante francês quem inaugurou o Café Tortoni em 1858 e este é o mais velho café de Buenos Aires. Atualmente se acha nesta localização desde o ano 1880 (ao começo funcionava na esquina mesmo).

cafetortoni-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

No ano 1898 abriu as portas sobre Avenida de Mayo. Foi o arquiteto Alejandro Christophersen quem desenhou a fachada do Café Tortoni.

Vinte anos depois, o Café Tortoni já se tinha tornado centro de reuniões dos intelectuais “porteños”. O interior do café, geralmente cheio de pessoas locais e estrangeiros, se acha repleto de quadros e poesias nas paredes.

tortonicafe2-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

O Café Tortoni oferece habitualmente espetáculos de jazz e de tango, mesas de sinuca e mais. No seu cardápio ainda subsistem bebidas que quase já não existem como ser o “leche merengada”.

10. Hotel Castelar

Avenida de Mayo 1150

O arquiteto Mario Palanti foi quem realizou o Hotel Castelar. Este prédio foi inaugurado em 1929 e foi um dos hotéis mais importantes da cidade de Buenos Aires. O hotel Castelar hospedou o poeta espanhol Federico García Lorca durante o período de seis meses que ele passou na cidade de Buenos Aires na década de 1930.

HotelCastelarBsAs-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

Outras figuras artísticas que passaram pelo Hotel Castelar foram Norah Lange, Jorge Luis Borges, Oliverio Girondo entre muitos outros.

11. Teatro Avenida

Avenida de Mayo 1212

Inaugurou-se em 1908 com uma obra do Lope de Veja. As zarzuelas do Teatro Avenida viraram um clássico dos habitantes de Buenos Aires até que por culpa de um incêndio foi fechado em 1979. O teatro reabriu suas portas em 1994 com um grande espetáculo do espanhol Plácido Domingo.

12. Bar Los 36 billares (36 sinucas)

Avenida de Mayo 1265

Foi inaugurado em 1894, “os 36” é um desses bares tradicionais de Buenos Aires e um dos centros mais importantes de sinuca de todo o país. Tem mesas de pool, sinuca e snooker.

13. Hotel Chile

Avenida de Mayo 1297

HotelChileBsAS-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

Obra do arquiteto Jules Dubois. Este prédio é uma ótima amostra do art-noveau de começos do século. Sua fachada de linhas curvas e detalhes arquitetônicos. O Hotel Chile começou a funcionar em 1935.

14. Antiguo Hotel Majestic

Avenida de Mayo 1317

O Hotel Majestic terminou de ser construído em 1909, por obra dos arquitetos Federico Collivadino e Italo Benedetti. Hóspedes muito importantes ficaram no hotel: o Nijinsky e o Le Corbusier por exemplo. Atualmente funciona no prédio do Hotel Majestic parte da Receita Federal da Argentina (AFIP). No mesmo prédio se pode visitar o museu do órgão onde se exibem de uma máquina para fabricar álcool a um velho baú para coletar impostas do século XIX.

15. Edifício ex-Jornal Crítica

Avenida de Mayo 1333

Foi a sede do famoso Jornal a Crítica. O prédio foi construído por conta dos arquitetos Gyorgy y Andrés Kalnay. A sua fachada possui elementos do estilo art-decô.

O ex-jornal “Crítica”, que teve seus melhores anos entre os anos 1920 e 1930. Colaboraram no projeto Jorge L. Borges, Ulyses Petit de Murat, Raúl González Tuñón, Roberto Arlt, Florencio Escardó. Atualmente no prédio funciona parte da Polícia Federal Argentina.

16. Edifício Barolo

Avenida de Mayo 1370

O Palácio Barolo foi construído por conta do Mario Palanti, arquiteto italiano, para Luis Barolo, um empresário têxtil, que encarregou o trabalho para o Palanti em 1923. O prédio foi durante muito tempo o mais alto da cidade de Buenos Aires até que o edifício Kanavagh foi construído em 1935. Cada andar conta com um desenho diferente e a cúpula central fica a mais de 200 metros de altitude da calçada. Há muito tempo que o antigo Edifício Barolo funciona como prédio empresarial onde funcionam escritórios de várias empresas argentinas.

EdificioBaroloBsAs-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

17. Edifício “La Inmobiliaria”

Avenida de Mayo entre as ruas Luis Saénz Peña e San José

O prédio leva o nome do seu proprietário original que foi uma companhia de seguros. A obra data do ano 1910 e o projeto foi realizado pelo Luis Broggi. Suas cúpulas vermelhas e suas linhas gerais se consideram dentro do estilo neo-renascentista. No último andar se acham as estátuas de Vênus e Apolo.

18. Congresso da Nação (Congreso de la Nación)

Avenida Entre Ríos entre as ruas Hipólito Irigoyen e Avenida Rivadavia

Este prédio é a sede do poder legislativo e aloja as câmaras do senado e deputados. O projeto original é do arquiteto italiano Vittorio Meano, mas após ele morrer a obra foi terminada pelo Julio Dormal.

CongresodelaNacionArgentinaBSAS-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

Começou-se a construir a finais do século XIX, e embora ter se inaugurado em 1906 não foi terminado de construir na totalidade até 1946. O Congresso da Nação possui a maior cúpula de toda a cidade de Buenos Aires.

19. Confitería del Molino (do moinho)

Avenida Rivadavia 1801

Embora a “confiteria” ter aberto em 1860, o prédio atual se concluiu em 1917. O projeto possui estilo art-nouveau e foi realizado pelo arquiteto italiano Francesco Gianotti.

ConfiteriadelMolinoBSmoinho-tango-HostelAlbergue-AvenidadeMayo-FotosBuenosAires

Foi local de encontro de muitos políticos durante muito tempo por se localizar na frente mesmo do Congresso da Nação. A Confiteria do Moinho fica fechada desde o ano 1997.

Contate-nos Agora! E receba automaticamente nossos grandes benefícios: Pacotes de Hospedagem + Ofertas que te dá o Hostel 06 Central – Buenos Aires!

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Sua mensagem

captcha

Al usar este formulario accedes al almacenamiento y gestión de tus datos por parte de esta web.

MartinO que fazer em Buenos Aires – Avenida de Mayo